Categoria: Geral Data: 23/01/2019

JUSTIÇA ANULA LAUDO MÉDICO NO CASO MATHEUS EVANGELISTA

A juíza da 1ª Vara Criminal de Londrina, Elisabeth Kather, anulou nesta segunda-feira (21) um laudo feito por um perito do IML (Instituto Médico Legal) sobre o homicídio do estudante Matheus Evangelista, 18 anos, em março de 2018.

A decisão da juíza Elisabeth Kather atendeu a um pedido do Assistente de Acusação, Mário Barbosa, e foi reforçado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), que considera que o médico legista foi parcial na elaboração do documento, que deve ser retirado da ação.

No laudo, o perito considera que o fato de os guardas terem levado Matheus para o hospital “uma tentativa heroica de salvamento”. Para Barbosa a postura do perito foi incompatível com a função, por ter emitido uma opinião pessoal, ademais ao julgar o ato como "heroico", o médico faz juízo de valor e tenta amenizar a responsabilidade dos envolvidos na morte do jovem. Já para o MP-PR, o fato de o jovem ter sido levado no carro da Guarda Municipal configura fraude processual. Será instaurado Sindicância para investigar a conduta do perito médico.

Na decisão desta segunda, a magistrada determinou que um novo laudo pericial seja elaborado, por outro profissional. 

Veja mais: